tjgoEm decisão da juíza Zilmene Gomide da Silva Manzolli, titular da 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual, em sede de liminar, foi suspenso o concurso para provimento de 36 vagas para o cargo de Delegado de Polícia Substituto do quadro de Pessoal da Polícia Civil do Estado de Goiás.

De acordo com a juíza, os candidatos que fariam as próximas etapas do certame poderiam ter a continuidade prejudicada após análise dos fatos colhidos no inquérito que apura fraudes no concurso.

Segundo Zilmene Manzolli, a aprovação nas fases seguintes e uma possível homologação do concurso promoveriam expectativas que seriam frustradas por eventual declaração de nulidade do certame, ocasionando prejuízos tanto para o Estado quanto para aqueles que se submetessem às provas. Além disso, para a juíza, a concessão da tutela não prejudica o concurso, uma vez que a decisão pode ser revertida a qualquer momento.

Fraudes

Foi deflagrada nesta quinta-feira (4), a segunda fase da Operação Porta Fechada, da Polícia Civil, que investiga fraudes no certame. Na primeira fase, cinco pessoas foram presas por envolvimento no caso.

As provas objetivas do concurso foram aplicadas no dia 3 de fevereiro deste ano e o resultado foi publicado no dia 2 de março, causando estranheza nos candidatos a quantidade de aprovados com nota superior a 90 pontos.

Leia mais:

Leia mais sobre:

BUSCA