Com novas linhas de crédito e novo modelo de atendimento mais moderno, o governador Marconi Perillo lança, nesta terça-feira (21), às 14h, em Goiânia, o novo Banco do Povo do Estado. Na ocasião, ele assinará a nova legislação do órgão, que é de competência da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O evento ocorrerá no auditório Mauro Borges, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira.

De acordo com o superintendente do banco, Danilo Rabelo, esta será a mais importante transformação, se comparada às anteriores. “Queremos ser uma referência nacional em concessão de microcrédito. Estamos mais presentes nos municípios, fazendo visitas institucionais, expandindo cada vez mais”, destacou.

O Banco do Povo, que um dia levou de 30 a 35 dias para a concessão de crédito e para o atendimento das demandas dos cidadãos, já atende, hoje, com maior agilidade. Segundo o superintendente, o prazo médio agora é de 15 dias. “Há casos em que em apenas 10 dias o crédito está liberado”, revela.

Banco do Povo Universitário

Uma  outra inovação, trazida com o novo modelo, é o Banco do Povo Universitário, destinado a estudantes e aos recém-formados, que tenham deixado o ensino superior em até três anos. Com ele, a categoria poderá abrir seus próprios empreendimentos e fomentar, assim, a economia goiana.

“No caso do recém-formado, ele pode abrir seu próprio escritório, em se tratando de contabilidade; o esteticista pode comprar maca para poder fazer uma massagem; o odontólogo pode comprar uma cadeira de dentista. Uma série de coisas”, exemplificou o superintendente.

Meio Rural

Para aquelas famílias que têm propriedades de até 10 alqueires ou 50 hectares e que estão enquadradas nos requisitos legais do Banco do Povo, os serviços também serão ampliados.

O superintendente diz que os empreendedores de piscicultura (criação de peixes) poderão usar o crédito na compra de alevinos (filhotes de peixes) para a criação, principalmente, de tilápias em cativeiros, atividade que tem crescido em Goiás.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA