marconi perillo paulo garcia kassab praça cívicaMarco inicial da cidade de Goiânia a Praça Cívica passará por reestruturação. A previsão é que as obras durem cerca de 10 meses. A intenção é que sejam devolvidas à praça as características da época da inauguração, em 1937, nos estilos Barroco e Art Decó. Autoridades participaram do lançamento da obra.

Recursos e parcerias

O projeto foi elaborado pelo Governo de Goiás e será executado pela Prefeitura de Goiânia. A obra está orçada em R$ 12, 5 milhões de reais. Os recursos são de origem do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo, PAC Cidades Históricas.

O governador de Goiás, Marconi Perillo, ressaltou a parceria firmada com a Prefeitura. “Era nosso interesse prefeito realizar esta obra. Nós já estávamos procurando fontes para utilizarmos recursos estaduais. Foi quando o senhor me procurou prefeito e disse que tínhamos de apresentar o projeto no Ministério Planejamento no PAC Cidades Históricas, e eu não titubeei”, disse o governador.

Assista o discurso do governador

Reestruturação

Para que a Praça Cívica volte a ter as características originais, várias intervenções serão realizadas. “Essa Praça representa o que há de mais importante em políticas urbanísticas. Encaminhamos para recuperar o ponto mais importante desta cidade”, descreve o ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD).

Assista o discurso do ministro Gilberto Kassab

O plano de reestruturação da Praça Cívica prevê a elevação das ruas ao nível do passeio. O asfalto será trocado por calçamento em pedra portuguesa.

Além disso, devem ser restauradas as fontes luminosas, que atualmente estão secas. Quando chove, água fica acumulada e pode servir de criadouros para o mosquito da Dengue.

Está prevista também a troca de luminárias, inclusive com a implantação de 228 postes de luz com fiação embutida.

Na área localizada próximo ao Palácio das Campinas, o mau cheiro é predominante. Fezes e urina. A expectativa é que o odor não seja mais sentido a partir da reparação dos prédios e demais ambientes históricos na Praça Cívica.

Outra intervenção importante é o fim do estacionamento da Praça Cívica, que foi construído na década de 1980, com cerca de 300 vagas. Durante os dias da semana, é comum que a área fique lotada de veículos. Agora, motoristas terão de encontrar locais alternativos para estacionar.

Impacto das obras

Além da retirada do estacionamento na Praça Cívica, deverá também ocorrer à recuperação dos jardins. O prefeito de Goiânia, Paulo Garcia ressaltou que haverá a necessidade de substituição de árvores. Ele se lembrou do episódio na Avenida 85, em que palmeiras foram retiradas e replantadas na T-63.

“Esse é outro alerta que faço até porque houve manifestação recente, quando tivemos que remover palmeiras no corredor 85. Aqui também haverá necessidade de remanejo. Há algumas mangubas antigas serão retiradas definitivamente, pois trazem riscos”, explica o prefeito.

Assista o discurso do prefeito Paulo Garcia

PRACA CIVICA 01

Relacionada

TVDG - Assinada ordem de serviço do novo projeto da Praça Cívica

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA