logomarcadiariodegoias2017

Reunião do Goiás na Frente. (Foto: André Saddi)
jose eliton reuniao goias na frente foto andre saddi

“Os números do Goiás na Frente demonstram a solidez do programa e um grande volume de obras em andamento em todo o estado”, afirma o vice-governador Zé Eliton, após se reunir com a equipe de supervisores na semana passada, evento coordenado pelo secretário Extraordinário de Acompanhamento do programa, deputado estadual Talles Barreto. Segundo Eliton, “este é, sem dúvida, o maior programa de convênios com os municípios da história do estado”. Até o momento, 135 convênios foram celebrados, beneficiando 118 municípios, ou 47,9% do total.

O governo disponibiliza para as parcerias com os municípios R$ 578.769.792,53. Desse total, os 449 processos em andamento envolvem R$ 313.800.453,11; e os convênios celebrados com os 118 municípios somam obras no valor de R$ 238.303.221,10, segundo divulgou a Governança do Goiás na Frente.

“Estamos entrando num ciclo importante das parcerias do Goiás na Frente com os municípios, que é o da execução de um grande volume de empreendimentos”, afirma Zé Eliton.  “A primeira fase foi mais burocrática, oportunidade em que os municípios se habilitaram para o programa, mas agora o ritmo é acelerado”, ressalta. Os que já receberam recursos “ou iniciaram ou estão em fase final para iniciar as obras”.

“A partir de agora e até final de junho estaremos inaugurando obras todos os dias, entre elas o hospital de Uruaçu, importante para a região Norte e Nordeste do estado”, destaca Zé Eliton. “Todos os recursos para o programa estão assegurados”, reforça o vice-governador.

De acordo com os dados apresentados pela equipe executiva e de supervisão do programa, dos 135 convênios celebrados, 117 deles já receberam a segunda parcela dos recursos, dois receberam a terceira e Guapó recebeu a quarta parcela. Treze convênios estão ainda na primeira parcela dos recursos e três já receberam integralmente os recursos do Goiás na Frente.

Somam 50 os municípios que aderiram ao programa e que estão ainda entregando a documentação inicial para o processo junto à Secretaria de Governo. Outros 109 estão em fase de elaboração de minuta para a assinatura do convênio; 15 projetos aprovados aguardam documentação complementar e outros 83 estão em análise preliminar na Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED). Outros processos foram encaminhados para secretarias afins, entre elas a da Educação e Esportes (Seduce), Saúde, Segurança Pública e Segplan.

 Os dados apresentados ao vice-governador referem-se ao balanço das ações em 2017, sob a gestão do secretário Extraordinário Talles Barreto, que se desincompatibilizará do cargo para concorrer às eleições.

Entorno do DF registra maior volume de obras e processos somam R$ 92,3 milhões

A equipe de governança do Goiás na Frente faz o acompanhamento das ações oriundas dos convênios com as prefeituras a partir da divisão do estado em dez regionais. Os supervisores do programa fazem visitas sistemáticas aos municípios e auxiliam as prefeituras em quaisquer dificuldades de forma a assegurar o bom andamento dos processos. Os prefeitos têm, ainda, a fiscalização que é realizada pelos engenheiros da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Isso é fundamental para a medição das obras que habilita o município a receber da terceira parcela do convênio em diante.

As obras dos 449 processos em andamento nas diferentes regionais somam R$ 552.103.674,21. Desse montante, R$ 92,3 milhões referem-se a empreendimentos em municípios da região do Entorno do Distrito Federal. A segunda região com processos em andamento é a Oeste, que apresentou projetos que somam R$ 68 milhões; em seguida vem a região Metropolitana de Goiânia, com processos no valor de R$ 66,3 milhões; e o Norte Goiano, com processos que totalizam R$ 58,8 milhões.

Os municípios da região do Centro Goiano apresentaram projetos que somam R$ 57,3 milhões para obras de pavimentação e recapeamento, em grande parte. Depois, vem a região Sudoeste, com R$ 53,4 milhões em projetos a serem desenvolvidos por meio de convênios com o governo do estado; e a região Sul, que formalizou processos que somam R$ 51,7 milhões.

Os municípios da região Nordeste aderiram ao programa com propostas que totalizam R$ 43,1 milhões para diferentes obras, enquanto a região da Estrada de Ferro terá R$ 35,1 milhões e a região Noroeste deverá realizar obras de recapeamento e pavimentação asfáltica no valor de R$ 25,7 milhões.

Programa reúne 954 ações em execução e inaugurações de obras serão diárias

Segundo as informações divulgadas pela equipe executiva do Goiás na Frente, neste momento, o programa reúne 954 ações em todas as suas vertentes, seja em obras de infraestrutura, equipamentos para os diferentes setores públicos e convênios. Desse total, 783 obras foram iniciadas e estão em franca execução e as outras 171 foram concluídas. Além desse total de obras, 209 estão em fase de licitação e outras 118, em fase de anteprojeto. A previsão é que a maior parte delas seja concluída até dezembro deste ano.

De acordo com o resumo financeiro feito pela equipe executiva, do volume de recursos previsto para o Goiás na Frente em todas as suas vertentes, que são R$ 7,136 bilhões, 34,63% já foram realizados, ou seja R$ 2,483 bilhões.

Considerando os órgãos executores do programa, A Agência Goiana de Habitação já realizou 38,48% do valor previsto, tendo pago R$ 543,540 milhões de R$ 1,4 bilhão; a Agência Goiana de Transporte e Obras Públicas (Agetop) realizou 41,79% do previsto, ou seja, R$ 1,057 bilhão de R$ 2.529 bilhões; a Celg GT, 45,4%, ou R$ 140 milhões de R$ 308 milhões; e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED), 53,46%, tendo pago R$ 205,484 milhões de R$ 1,389 bilhão.

Há obras, ainda, sendo realizadas pela Agência Goiana de Regulação (AGR), Emater, Juceg, Saneago, Secima, Seduce, Secretaria de Saúde, Segurança Pública, UEG e pelos municípios.

Leia mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH