logomarcadiariodegoias2017

apresentacao caso quadrilha comando vermelho

 

Uma quadrilha responsável por pelo menos 10 mortes na Região Metropolitana de Goiânia foi desarticulada pela Polícia Militar (PMGO). Três integrantes foram mortos em confronto com Policiais da Rotam. Outros três foram presos no mesmo local, em um “mocó”, no Residencial Buena Vista I, bairro situado na região oeste da capital. Os membros do bando recebiam ordem de integrantes do Comando Vermelho que estão presos na Ala B da Penitenciária Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia.

De acordo com a PMGO, integravam a quadrilha: Erick Rennistawber Urbano Vieira, vulgo Loirin, Walensson Fonseca dos Reis Oliveira, conhecido como Maranhão; Marrony Palhano Bezerra, Jennifer Ferraz Barreto, Gabrielen Carvalho de Araújo de 20 anos, e Matheus da Silva.

Matheus e Gabrielen estavam em um Corolla roubado. Eles foram abordados nas proximidades da barreira policial da GO-070, próximo ao Residencial Morumbi. Estavam Matheus disse que levaria o carro para Walensson, vulgo Maranhão, pois havia recebido uma ordem de José Constantino Júnior, conhecido como Juninho e de Sérgio Dantas, vulgo Serginho Calcinha, os dois são detentos da POG e integrantes do Comando Vermelho, para matar uma pessoa na noite deste domingo (4).

Após a abordagem, Matheus indicou o local em que comparsas estavam, um mocó no Residencial Buena Vista. Chegando ao lugar, os militares foram recebidos a tiros. Os policiais revidaram. Erick, Wallensson, Marronuy morreram no confronto. Jennifer estava no fundo do imóvel e foi presa, juntamente com Matheus e Gabrielen que também foram presos.

“A dinâmica ela gira em torno de roubo de veículos para produzir valores para movimentar o tráfico de drogas, e juntamente com essas ações há práticas de homicídios, por acertos de contas ou disputa do tráfico”, afirmou o major da PMGO, Daniel Pires.

Histórico no crime

Os integrantes da quadrilha que foram mortos têm passagens pela polícia por uma série de crimes como: Roubo, receptação, porte de armas e tráfico de drogas. Com os suspeitos, os policiais militares localizaram três pistolas. Em um vídeo gravado, os componentes do bando ficaram ostentando as armas, como forma de afrontar integrantes de quadrilhas rivais.

As armas são de origem da fronteira entre o Brasil e o Paraguai. A distribuição é de responsabilidade de um homem conhecido como: “Paulista”. Em uma gravação com entre Erick (Loirin) e “Paulista”, eles ressaltaram o poderio das armas e disseram que poderiam enfrentar os policiais da Rotam e derrota-los se fosse necessário.

Homicídios

De acordo com a PMGO, é praticamente certo que o grupo é responsável por dois homicídios nos últimos dias, um no Jardim Nova Esperança e outro no Parque Oeste Industrial. “Através das informações das duas garotas, tinha a informação que ocorreria um homicídio no período noturno. Essa ação não foi concretizada”, destacou o major Daniel Pires.

De acordo com o comandante do Policiamento da Capital, Coronel Ricardo Rocha, foram pelo menos seis homicídios nos últimos 30 dias, em bairros das regiões sudoeste, oeste e noroeste da capital e ainda na cidade de Goianira.

A Polícia investiga a participação dos suspeitos em outros oito homicídios. Abaixo a listagem dos casos:

Triplo homicídio no Município de Goianira  - GO, ocorrido no dia 22 de dezembro de 2017, vitimando WERMERSON PEREIRA DA SILVA, LION RODRIGUES KRAUSS, GABRIEL GOMES PINHEIRO.

*Homicídio em Goiânia – GO, ocorrido na Vila Canaã, no dia 28 de dezembro de 2017, tendo como vítima SERGIO RODRIGUES DA SILVA.

Homicídio em Goiânia – GO, ocorrido no Setor Sudoeste, no dia 09 de janeiro de 2018, tendo como vítima EGHON BARBOSA DE ARAUJO.

Homicídio ocorrido em Goiânia – GO no dia 29 de janeiro de 2018, tendo como vítima DANILO RODRIGUES DA SILVA.

*Homicídio e tentativa de homicídio ocorrido em Goiânia – GO, no dia 03 de fevereiro de 2018, tendo como vítimas GUSTAVO DURAES DE ALMEIDA e LUANY NAZARET MENEZ.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH