logomarcadiariodegoias2017

Chacina ocorreu neste sábado, 27. (Foto: Divulgação/Sinpol/Ce)
investigacao ceara foto divulgacao sinpol ce

O governador do Ceará, Camilo Santana, vai montar uma força-tarefa para investigar a chacina ocorrida na madrugada de sábado (27) no bairro Cajazeiras, em Fortaleza. Com 14 mortes confirmadas, esta foi a maior chacina registrada no estado.

A força-tarefa será tema de reunião convocada para 11h, no horário local, em Fortaleza. Participarão, além do governador, o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do estado, André Costa,  e representantes da Polícia Militar, Polícia Civil e Perícia Forense, do Ministério Público e Judiciário.

De acordo com a Secretária de Segurança Pública, o fato ocorreu em uma casa de eventos, conhecida por "Forró do Gago", na Rua Madre Tereza de Calcutá.  Homens armados desembarcaram de veículos e atiraram contra as pessoas que estavan no estabelecimento.

Em seguida, fugiram. Foram confirmados 14 óbitos no local, sendo oito vítimas do sexo feminino e seis do sexo masculino.

Pelas redes sociais, o governador Camilo Santana referiu-se à chacina como “ato selvagem e inaceitável”. No texto, ele afirmiou que convocou imediatamente o secretário André Costa e a cúpula da Secretaria de Segurança, determinando "rigor absoluto nas investigações e busca incessante dos criminosos.

Santana quer que todos os envolvidos sejam identificados e presos o mais rápido possível. "Não aceitaremos de forma alguma que esse tipo barbárie fique impune. Confio na nossa polícia e tenho absoluta convicção de que uma resposta será dada muito em breve”, afirmou o governador.

Ontem, uma pessoa foi presa, suspeita de participação nas mortes, e um fuzil foi apreendido. Outras pessoas já foram identificadas. A polícia trabalha para prender os suspeitos, auxiliada por outros órgãos públicos.

Com informações da Agência Brasil

Leia mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH