Governador Marconi Perillo. (Foto: Wildes Barbosa)
marconi perillo em entrevista a radios foto wildes barbosa

O governador de Goiás, Marconi Perillo, abriu mão de sua candidatura a presidente do PSDB em nome da unidade do partido em torno de Geraldo Alckmin.

O gesto ocorre após anúncio da decisão do senador cearense Tasso Jereissati, que retirou a candidatura para abrir caminho para Alckmin assumir o PSDB no ano eleitoral.

O governador paulista é o favorito entre tucanos para disputar a Presidência da República.

Na tarde desta segunda-feira (27), tucanos se reúnem para acertar o formato da composição da Executiva nacional do PSDB.

Na disputa com Tasso, Perillo saiu na frente na conquista de delegados e por isso deverá negociar uma saída que contemple o favoritismo de seu grupo dentro do PSDB.

O governador goiano é próximo do senador Aécio Neves (MG), afastado da presidência do PSDB desde a eclosão do escândalo da JBS, em maio.

Alckmin receberá no Palácio dos Bandeirantes Tasso e Perillo, além do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que também articula a sucessão de Aécio. (Folhapress)

Leia mais:

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA