Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula
lula fala com empresarios franceses 06152015005
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A eventual vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderia derrubar a Bolsa dos atuais 74 mil pontos para abaixo de 55 mil pontos e deixar o dólar acima de R$ 4,10, indica pesquisa realizada pela XP Investimentos.

O levantamento, feito entre os últimos dias 21 e 23, ouviu 211 investidores institucionais, como gestores de recursos, economistas e consultorias.

O objetivo era avaliar a percepção do mercado sobre o cenário eleitoral do próximo ano e estimar o impacto da vitória de cinco nomes -Lula, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC), o governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) e o apresentador Luciano Huck- em Bolsa e dólar.

Para 48% dos consultados, uma vitória de Lula levaria a Bolsa para um patamar abaixo de 55 mil pontos -queda de quase 26% em relação aos 74 mil pontos atuais do Ibovespa, o índice das ações mais negociadas.

É a maior queda vista entre os nomes consultados. Como comparação, apenas 12% veem esse impacto na Bolsa em caso de vitória de Bolsonaro, o segundo nome a despertar mais cautela entre os consultados na pesquisa.

O cenário mais otimista para Bolsa seria a vitória de Doria: para 46%, o Ibovespa subiria acima de 90 mil pontos.

Além da forte queda da Bolsa, os investidores esperam ainda reflexos sobre o câmbio se o petista for eleito em 2018. Para 36%, o dólar ficaria acima de R$ 4,10 -hoje está em R$ 3,23. Outros 21% acreditam que a moeda americana se situaria na faixa entre R$ 3,90 e R$ 4,10.

Já a eleição de Bolsonaro teria efeito menos expressivo sobre o câmbio: só 7% enxergam uma valorização que leve o dólar acima de R$ 4,10. Para 10%, a moeda ficaria entre R$ 3,90 e R$ 4,10.

Uma vitória de nomes mais alinhados com a agenda reformista do atual governo teria, por outro lado, impacto de valorizar ainda mais o Ibovespa e de levar o dólar inclusive abaixo de R$ 3, segundo os consulados pela XP.

A pesquisa mostra ainda que o melhor cenário para o câmbio seria a vitória do atual prefeito de São Paulo: para 22%, isso levaria o dólar abaixo de R$ 2,80, enquanto 31% veem o dólar entre R$ 2,80 e R$ 3.

Se Alckmin fosse eleito, por exemplo, só 10% acreditam que o dólar iria abaixo de R$ 2,80, e 28% estimam que a moeda americana ficaria entre R$ 2,80 e R$ 3.

ELEIÇÕES
A XP também consultou os investidores sobre os principais nomes que despontam como concorrentes ao pleito. Além dos cinco nomes acima, a sondagem incluiu o do ministro Henrique Meirelles (Fazenda).


Para os consultados pela XP, o governador Geraldo Alckmin leva as eleições de 2018: 46% acreditam em vitória do tucano. Para 19%, o vencedor será o apresentador Luciano Huck. Bolsonaro vem em terceiro, com 17%. Meirelles aparece com 8%, seguido de Doria (3%) e Lula (2%). Outros nomes tiveram 5% das respostas.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA