Reprodução/TV Brasil
pedro cardoso sem censura

O ator Pedro Cardoso, muito lembrado pelo personagem Agostinho Carrara, que interpretou no seriado A Grande Família, era um dos convidados do programa “Sem censura”, exibido pela TV Brasil, desta quinta-feira (23), para falar sobre “O livro dos títulos”, livro de sua autoria, que acaba de ser lançado. No entanto, o ator se recursou a dar entrevista e abandonou o programa, ao vivo, em protesto à greve dos funcionários e em apoio à colega Taís Araújo.

Veja o vídeo:

“Não vou responder a essa pergunta e nenhuma outra. Não participo de programas de empresa que estão em greve... Diante deste governo que está governando o Brasil, eu tenho muita convicção de que as pessoas que estão fazendo essa greve estão cobertas de razão... O que eu soube também quando cheguei aqui, é que o presidente desta empresa, que pertence ao povo brasileiro, fez comentários extremamente inapropriados a respeito do que teria dito uma colega minha, onde a presença do sangue africano está presente na pele... Se esta empresa, que é a casa do povo brasileiro, tem na presidência uma pessoa que fala contra isso, não posso falar do assunto que vim falar aqui hoje. Peço desculpas, em respeito aos grevistas, eu vou embora”, disse ele, se referindo à paralisação que já dura dez dias dos funcionários da EBC, depois que tiveram os salários congelados.

Pedro Cardoso ser referiu ainda à polêmica envolvendo o jornalista Laerte Rimoli, diretor-presidente da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), que administra, entre outros, a TV Brasil e a Agência Brasil, órgãos de comunicação do governo federal. Na última sexta-feira, ele compartilhou memes que debochavam da declaração dada por Taís Araújo numa palestra em São Paulo: “No Brasil, a cor do meu filho faz com que as pessoas mudem de calçada”.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA