temer temer

O presidente Michel Temer deve transferir a capital do país para Itu, no interior de São Paulo, na próxima quarta-feira (15).

Ele viajará à cidade paulista no feriado da Proclamação da República, onde participará de solenidade comemorativa.

Conhecida como "cidades dos exageros" por exibir objetos em tamanho gigante, Itu hospedou a primeira reunião do movimento republicano, que colocou fim à monarquia em 1889.

A iniciativa tem apenas um significado simbólico e não se trata de uma mudança estrutural.

Em Itu, o peemedebista deve acompanhar cerimônia de entrega do título de cidadão ituano para o advogado José Bandeira de Mello, amigo do presidente.

Não é a primeira vez que a capital do país é transferida simbolicamente. Em 1989, o então presidente interino Antônio Paes de Andrade a transportou para a sua cidade natal, Mombaça, no sertão cearense.

No local, ele inaugurou uma agência do Banco do Nordeste que já funcionava havia um ano e descerrou uma placa de bronze com o próprio nome.

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, sogro do atual presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira, morreu em 2015.

Leia mais:

 

 

 

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA