As emissões brasileiras de gases do efeito estufa aumentaram 8,9% entre 2015 e 2016. É o segundo ano consecutivo de crescimento e, mais uma vez, desmatamento e agropecuária pesaram na conta.

Os dados fazem parte do SEEG (Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa) e foram divulgados nesta quarta (25) pelo Observatório do Clima.

O Brasil emitiu 2,278 bilhões de toneladas de gás carbônico em 2016. No ano anterior, havia liberado na atmosfera 2,091 bilhões. O crescimento das emissões ocorre mesmo com em um contexto de recessão econômica.

O aumento registrado é o maior dos últimos 13 anos e representa a taxa mais alta desde o ano de 2008.

A elevação se deu principalmente pelo aumento do desmatamento entre 2015 e 2016 –dados recentes do governo, contudo, mostram que de 2016 a 2017 houve redução do desmate.

A protagonista nas emissões brasileiras continua sendo a agropecuária, responsável por cerca de 74% dos gases estufa. (Folhapress)

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA