MÔNICA BERGAMO - SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os advogados de Lula apresentaram hoje à Justiça um e-mail atribuído ao empresário Glauco da Costamarques em que ele afirma ao contador do petista que recebeu aluguéis do apartamento que fica ao lado do imóvel em que o ex-presidente mora, em São Bernardo.

O e-mail, com data de 7 de abril de 2014, elenca os "aluguéis recebidos em 2013", e lista dois pagamentos de R$ 3.660,00 e dez pagamentos mensais de R$ 3.950,00. Eles corresponderiam ao período de janeiro a dezembro daquele ano.

O documento busca desmentir o depoimento de Costamarques, que afirmou em setembro ao juiz Sergio Moro que tomou um "calote" de Lula entre fevereiro de 2011, quando firmou contrato de aluguel do apartamento com Marisa Letícia, mulher de Lula, e novembro de 2015.

Costamarques disse também a Moro que comprou o apartamento a pedido de seu primo, o pecuarista José Carlos Bumlai, e que depois alugou o imóvel a Lula, se, no entanto receber pelo imóvel.

Segundo ele, o advogado do petista, Roberto Teixeira, só providenciou os pagamentos a partir de novembro de 2015, quando já tinha estourado a Operação Lava-Jato e o ex-presidente já estava sob investigação.

O Ministério Público Federal diz suspeitar que a operação entre Glauco da Costamarques e a família do ex-presidente foi fictícia e que o apartamento, na verdade, foi pago com recursos da Odebrecht que teriam origem em propina do esquema de corrupção na Petrobras. (Folhapress)

Leia mais:

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA