Thiago Sanches Santos de Andrade, 30, foi morto na noite de quarta (11) depois de roubar uma moto na avenida Maracanã, na zona norte do Rio.

Após ser rendido pelo ladrão e descer da moto, o policial Vinicius Trindade reagiu e acertou Andrade.

A cena foi registrada por um motorista que estava parado no semáforo logo atrás da moto do policial.

A Delegacia de Homicídios da capital informou que está investigando o caso.

Segundo testemunhas, Andrade estava numa outra moto, quando aproveitou o semáforo fechado para roubar a do policial.

O crime aconteceu próximo de uma das entradas da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro).

O Rio enfrenta uma grave crise financeira, com cortes de serviços e atrasos de salários de servidores, e está perto de um colapso na segurança pública.

Um outro efeito dessa crise tem sido o aumento dos índices de criminalidade e a redução do número de policiais em favelas ocupadas por facções criminosas. As UPPs, base policiais em comunidades controladas pelo tráfico perderam parte de seu efetivo.

Nos últimos meses, têm sido rotina mortos e feridos por bala perdida, além de motoristas obrigados a descer de seus carros para se proteger dos tiros.

Outro braço dessa crise é a morte de policiais. Só neste ano já foram mais de cem PMs assassinados no Estado. A situação de insegurança também levou o presidente Michel Temer (PMDB) autorizar o uso das Forças

Armadas para fazer a segurança pública do Rio até o final do ano que vem. (Folhapress)

Leia mais:

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA