incendio na chapada dos veadeiros

O fogo que atingia a área de visitação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, foi controlado, mas novo foco surgiu perto do município de Alto Paraíso, em área recentemente incorporada ao parque, que continua fechado. Ainda não há previsão sobre a reabertura do parque para visitas.

"O incêndio que estava próximo e chegou à área de administração do parque está controlado, mas não significa dizer que está extinto. Tem equipes fazendo tanto o monitoramento, para evitar que a chama reacenda, quanto o combate a esse incêndio na área nova de expansão do parque", disse o chefe do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, Fernando Pattagiba.

Segundo Pattagiba, ainda não se pode afirmar com certeza quais foram as causas do incêndio, mas é possível que tenha sido causado pelo homem. "Incêndios no Cerrado são muito comuns nesta época do ano, mas pode-se dizer que a maioria esmagadora é de incêndios criminosos [causados pelo homem], acidentais ou não", afirmou Pattagiba. "A maioria do fogo natural está concentrada em outra época do ano. Os principais fatores de ignição são os raios, no período chuva. Este incêndio agora, apesar do fogo fazer parte do cerrado, não é natural", acrescentou.

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi criado em 1961 e, em 2001, declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O limite de visitação diária do parque é de 500 pessoas. A estimativa é que o local tenha perdido 2 mil visitantes neste feriado.

Fernando Pattagiba ressaltou que as queimadas causadas pelo homem têm impacto negativo tanto para o ecossistema quanto impactos sociais e econômicos. "A região da Chapada tem no turismo importante fonte de renda e ter o parque fechado em um feriadão como este, com expectativa grande de visitação, gera um prejuízo importante para comunidade local".

Segundo Pattagiba, o último incêndio dessa magnitude que atingiu a área de visitação do parque ocorreu há sete anos. Já a área de Alto Paraíso registrou incêndios também no ano passado. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), por meio do manejo integrado do fogo, trabalha com ações para conscientizar a população, principalmente as comunidades do entorno, para prevenir incêndios.

Com informações da Agência Brasil

Leia mais:

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA