O Ministério do Esporte convocou o presidente interino do COB (Comitê Olímpico do Brasil), Paulo Wanderley, para dar informações sobre a suspensão pelo COI (Comitê Olímpico Internacional).

Wanderley, que é oriundo da CBJ (Confederação Brasileira de Judô), terá uma reunião na pasta com um velho conhecido: o ex-judoca Rogério Sampaio, que é secretário nacional de alto rendimento.

"Por orientação do ministro Leonardo Picciani, o secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, Rogério Sampaio, convocou o presidente interino do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley, para fornecer informações detalhadas sobre a decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI)", afirmou a pasta, em comunicado.

Até a tarde desta sexta-feira (6), o ministério ainda não havia se pronunciado sobre a prisão Carlos Arthur Nuzman, ocorrida nesta quinta-feira (5).

"O Ministério do Esporte lamenta os recentes acontecimentos e confia no trabalho das autoridades competentes na apuração das denúncias. O ministério continuará trabalhando para garantir o apoio aos atletas brasileiros e ao esporte de alto rendimento, dentro de sua missão constitucional", disse a pasta.

Devido ao suposto envolvimento na compra de votos para vitória do Rio na campanha pelos Jogos Olímpicos de 2016, Nuzman foi afastado de seus cargos de membro honorário e integrante da comissão de coordenação para os Jogos de Tóquio-2020 do COI. (Folhapress)

Leia mais:

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA