temer 1

Cerca de 300 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) protestam pela liberação de moradias populares em frente a uma concessionária da Mercedes-Benz na zona norte de São Paulo, onde o presidente Michel Temer (PMDB) participará de cerimônia de entrega de ambulâncias, nesta quarta-feira (4).

Todos os manifestantes, que se posicionam na empresa que fica na frente da marginal Tietê, vieram de uma ocupação em São Bernardo, no ABC paulista. Lá, cerca de 7 mil pessoas ocupam um terreno que pertence a uma construtora. O empreendimento fica ladeado por um condomínio habitacional de classe média e uma vila.

Com faixas e cartazes em mãos, eles exigem também a resolução do impasse no ABC.

"A intenção é pedir a desapropriação do terreno em São Bernardo e também que ele retome imediatamente a contratação de 35 mil unidades do Minha Casa Minha Vida que estão paradas", disse Josué Rocha, coordenador do movimento.

Além disso, eles dizem que não há previsão orçamentária para moradias populares para o ano que vem.

A ocupação já dura um mês e não há nenhuma solução aparente para o impasse. A reintegração de posse que havia sido concedida pela Justiça foi suspensa em seguida até que ocorram audiências de conciliação.

O presidente Temer não havia chegado até as 17h. O prefeito João Doria e o governador Geraldo Alckmin, ambos do PSDB, não compareceram ao evento. Temer entregará 225 ambulâncias do Samu, que serão destinadas a tios país, segundo a assessoria da presidência. (Folhapress)

Leia mais:

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA