jbs

O BNDES já definiu seus dois novos representantes no conselho de administração da JBS: Cledorvino Bellini, ex-presidente da Fiat, e Roberto Penteado Camargo Ticoulat, especialista em comércio exterior e vice-presidente da Associação Comercial de São Paulo.

Os nomes foram aprovados nesta segunda-feira (18) pela diretoria do banco estatal. Bellini e Ticoulat vão substituir a advogada Claúdia Santos, especialista em governança corporativa, e Maurício Luchetti, gestor de investimentos que trabalhou no banco Garantia.

A mudança ocorre logo após a polêmica envolvendo a aprovação de José Batista Sobrinho, o Zé Mineiro, para a diretoria executivo da JBS no lugar de seu filho, Wesley Batista, que foi preso na semana passada. Zé Mineiro foi aprovado pelo conselho no último sábado (16) por unanimidade, inclusive com o voto de Cláudia Santos.

Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDES, disse à Folha de S.Paulo que a conselheira votou de forma "autônoma" sem consultar o comando da instituição e que a reunião do colegiado tinha ocorrido na "calada da noite". O banco, no entanto, não teve tomar medidas para rever a indicação de Batista Sobrinho, porque não há base jurídica para isso.

Bellini e Ticoulat são mais próximos de Rabello de Castro e tem um perfil mais político do que os conselheiros anteriores, que haviam sido indicados pela antiga presidente do BNDES, Maria Silvia. A expectativa do comando do banco estatal é que os dois cheguem com fôlego renovado para a briga contra os Batista. (Folhapress)

Leia mais:

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA