Presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro. (Foto: EBC)
presidente do bndes foto ebc

O presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, disse nesta quinta (14) que o banco quer se articular com os conselheiros independentes da JBS para influir na nomeação de um diretor financeiro para a companhia.

Ele evitou sugerir nomes para a presidência da empresa, vaga com a prisão de Wesley Batista nesta quarta (13). O banco defende o afastamento definitivo do executivo.

"Quem define a diretoria da JBS é o conselho", limitou-se a responder, quando questionado sobre nomes para substituir Batista.

Com 21,3% das ações da JBS, o BNDES tem direito a dois dos nove assentos no conselho de administração. Paulo Rabello disse que o banco está substituindo os conselheiros atuais, sem explicar a razão.

"Queremos nos articular com os dois conselheiros independentes para eventualmente influenciar na escolha do diretor financeiro", afirmou.

Questionado sobre qual seria a saída para o impasse criado pela prisão de Wesley Batista, responde apenas que "a saída já saiu". (Folhapress)

Leia mais:

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA