joesley batista

O ex-procurador da República Marcello Miller irá depor às 15h30 desta sexta (8) no Ministério Público Federal do Rio.

Ele foi intimado em um procedimento interno da PGR (Procuradoria-Geral da República) que decidirá pela revisão ou não do acordo de delação premiada dos irmão Joesley e Wesley Batista.

As informações foram confirmadas à Folha de S.Paulo pelo advogado de Miller, André Perecmanis.

Miller era procurador da República, mas passou a trabalhar para o escritório de advocacia que auxiliou os irmãos Batista a assinar acordo de delação com a Procuradoria.

Sob suspeita

O acordo está sob suspeita desde que vieram a público novas gravações feitas pelos irmãos que citam autoridades que ainda não tinham sido mencionadas no acordo anterior.

Na delação inicial, foram mencionados políticos como o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Miller não aguardou uma quarentena entre deixar a PGR e passar a prestar serviço para os irmãos Batista, o que levantou suspeitas sobre sua atuação.

O depoimento desta sexta é parte de um procedimento interno da PGR para esclarecer os pontos de dúvida da delação.

Perecmanis disse que seu cliente dirá aos procuradores que teve atuação dentro das normas legais.

O caso ainda não é um processo judicial. O advogado disse que ele tem interesse em colaborar com as autoridades para esclarecer a situação. (Folhapress)

Leia mais:

 

 

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA