andre futuca

O presidente interino da Câmara, André Fufuca (PP-MA), disse nesta quinta-feira (31) que dará seguimento a uma eventual nova denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer.

Segundo vice-presidente da Câmara, Fufuca está no comando da Casa porque o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) assumiu a Presidência da República. E o primeiro vice da Câmara, Fábio Ramalho (PMDB-MG), foi à China com Temer.

Cada um só volta a assumir suas posições de origem na próxima quarta-feira (6).

"A gente respeita rigorosamente o regimento. Não há segredo. Se a denúncia for feita enquanto eu estiver na interinidade, nós daremos prosseguimento no que diz o regimento da Casa", disse Fufuca na manhã desta quinta (31).

A expectativa é que Janot faça os ajustes necessários na delação premiada do corretor de valores Lúcio Funaro ainda nesta quinta (31) para utilizar o conteúdo na segunda denúncia que será apresentada por ele contra Temer.

Na quarta-feira (30), o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), devolveu a delação premiada à PGR, que precisará ajustar uma cláusula relativa a improbidade administrativa.

Na China, Temer avaliou a aliados que Janot foi afoito na apresentação do pedido de homologação da delação premiada. (Folhapress)

Leia mais:

 

 

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA