Procurador-geral da República, Rodrigo Janot. (Foto: EBC)
janot 03

No pedido de abertura de investigação feito ao Supremo sobre Michel Temer, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, vê indícios da existência de três crimes: obstrução de Justiça, corrupção passiva e organização criminosa.

"Importante registrar que um dos delitos em tese cometidos é o de corrupção passiva, o qual, como é sabido, pressupõe justamente o exercício de cargo, emprego ou função pública por parte do agente", disse Janot para justificar a necessidade de inquérito.

São alvos da mesma investigação: Aécio Neves e Rodrigo Loures. (Folhapress)

Leia mais:

 

 

 

BUSCA