vassil 2017

Colunista

Vassil Oliveira

 

jose eliton entrevista coletiva orcamento geral do estado para 2018 foto henrique luiz 01O vice José Eliton (PSDB) chamou a imprensa nesta segunda, 2, ao Palácio para falar como governador.

Todo mundo sabe que nos últimos meses ele tem discursado e se comportado como candidato ao governo; à reeleição, inclusive.

Um candidato que coordena um programa de governo que é feito sob medida para funcionar como promessa de campanha: o Goiás na Frente.

Com direito a jingle nas redes sociais, reposicionamento estratégico – o José virou Zé –, e mote: Zé ousado, Zé preparado, Zé conciliador etc.

Todo mundo sabe também que o titular, governador Marconi Perillo, já avisou que deixa o cargo em abril, justamente para Eliton assumir e ir atrás da reeleição. Jogo combinado. Jogo jogado.

E como ignorar que Marconi vive dias de transição, discursando em giro pelo interior sobre seus feitos, sobre as virtudes de seu sucessor e sobre um futuro com horizonte nacional para ele?

À imprensa, Eliton apresentou números relativos ao orçamento do Estado e procurou pontuar receita, despesa e investimentos de setor por setor da administração.

Ênfase: segundo ele, o Governo de Goiás apresenta uma política orçamentária real, que será 100% realizável, pautada na capacidade do Estado de manter suas obrigações ordinárias com custeio da máquina administrativa e da folha de pagamento, e de realizar investimentos.

Palavra do governador ‘enquanto’ vice: “O Goiás na Frente é pilar de sustentação, no que diz respeito aos investimentos.”

Ao assegurar que a proposta orçamentária para 2018 garante execução plena do Goiás na Frente, José dá uma força cirúrgica ao Zé.

Aponta estabilidade no ninho. Controle da situação no campo de batalha. Equilíbrio institucional. Força política.

Tudo ao contrário do que tem pregado a oposição, que critica o governo e o programa do governo que impulsiona o candidato.

O ato em si desta segunda mostra o poder da perspectiva de poder, e o poder de fogo do poder estabelecido.

Um é o outro em movimento.

 

Leia mais:

- Orçamento do Estado de 2018 tem receita menor que 2017

 

Leia mais sobre:

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA