vassil 2017

Colunista

Vassil Oliveira

 

michel temerIlusão achar que os deputados federais que votaram a favor do presidente Michel Temer nesta quarta serão retaliados por isso lá na frente. A população que não foi às ruas para pedir ‘Fora, Temer’ é a mesma que gritou ‘Fora, Dilma’ e a mesmíssima que irá às urnas em outubro do ano que vem.

Logo, é mais fácil imaginar uma reeleição do peemedebista do que uma derrota, por mais improvável que isso pareça hoje. Amanhã tudo será diferente. Impossível ele ir à reeleição? Atualize suas informações recentes.

Temer fez o certo para se manter no poder, embora tenha feito errado para quem preza valores morais. Na política, inaceitável é perder; e na vida?

A força estratégica de Temer é a fraqueza humana de quem o apoia sem ao menos se incomodar com seus desvios – e dele também, naturalmente. É a fraqueza de quem quer uma coisa mas vota e levanta bandeira por outra. Certo, não somos perfeitos. E segue toada.

Quanto aos deputados goianos que votaram com Temer, tudo tranquilo. O desgaste de agora é mão de areia jogada no Araguaia. Até João Campos (PRB), que não sustentou sua convicção. Até o Delegado Waldir (PR), no auge de sua contradição delegada.

Entre ter razão e ganhar a eleição, os parlamentares fizeram a escolha que importa ao jogo. A que o povo entende. E elege. Depois reelege. Depois esquece.

E os que resistiram ao assédio imoral de Temer? Merecem ter o nome citado: Fábio Sousa (PSDB), Flávia Morais (PDT), Marcos Abrão (PPS) e Rubens Otoni (PT). Ilusão, porém, achar que por isso serão reeleitos.

E antes que me chamem de pessimista, fica o desafio: me provem o contrário.

 

Leia mais sobre:

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA