vassil 2017

Colunista

Vassil Oliveira

 

aecio neves michel temer psdb pmdbAécio Neves está de volta ao Senado e deve reassumir a presidência nacional do PSDB.

Denúncia contra Michel Temer terá como relator o deputado federal Sérgio Zveiter, que é de seu próprio partido, o PMDB. Antes de assumir a presidência da República, Temer era presidente da legenda.

Dois presidentes em apuros, colocando em mais apuro ainda os seus partidos.

Partidos que estão unidos até que a morte os separe na sustentação do atual governo e de uma política econômica que tem como ponto alto reformas na Previdência e trabalhista.

Aécio e Temer são aliados indissociáveis.

Antes, foram comandantes ativos na maior reviravolta política brasileira dos últimos tempos, com o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Agora, estão enrolados até o pescoço por conta de um mesmo personagem: o empresário Joesley Batista.

Joesley gravou os dois; desnudou ambos.

No discurso, PMDB e PSDB têm um projeto para o Brasil.

Na prática, têm mantido vivo um projeto de poder - para Aécio e Temer, pelo menos.

Que dizer de quem está filiado ao destino dos dois?

Ou: o que dizem eles?

Zveiter é tido como independente de Temer. A base do PSDB é vista como divergente de Aécio.

O futuro a Deus pertence. Se Deus quiser.

Leia mais sobre:

BUSCA