vassil 2017

Colunista

Vassil Oliveira

 

Ex-presidente Lula. (Foto: Ricardo Stuckert)
lula em preto e branco foto ricardo stuckert

Se bate, ele cresce; se não bate, ele dispara. O que fazer com Lula?

A pergunta volta com a nova pesquisa do instituto Vox Populi que mostra o ex-presidente petista com 44% a 45% de intenção de votos válidos (sem nulos, brancos e abstenções), mais que todos os adversários juntos em três cenários avaliados.

Nos cenários estão Jair Bolsonaro, Marina Silva, Ciro Gomes, Alckmin, Doria, Aécio.

Lula vence ainda em simulação de segundo turno e é espontaneamente o mais citado.

Como, se ele está sendo massacrado na mídia?

Sim, massacres, como mostra recente reportagem do portal Poder360: simplesmente um quarto do tempo que o Jornal Nacional dedicou à Lista do Fachin (mais de 4 horas) teve Lula como personagem.

Sem falar em outros 18 minutos dados a Dilma e outros tantos ao PT.

Lula incomoda muita gente. E, pelo jeito, vai incomodar e incomodar muito mais.

Nos próximos dias, ele tem encontro marcado com o juiz Sérgio Moro. O embate dos ícones. O combate do bem contra o mal.

Mas quem é o bem e quem é o mal nessa história?

Moro está vencendo a disputa no plano jurídico. A aposta maior é que Lula será preso ou, no mínimo, condenado, ficando impedido de ser candidato.

No campo político, no entanto, as pesquisas dão vitória inequívoca ao petista contra Moro. Mesmo preso, é provável que o petista defina o rumo da eleição, como cabo eleitoral.

É impossível dizer hoje que o futuro de Lula será resultado de um julgamento justo. Não será. Porque tudo está além dos tribunais e das ruas. Entra pela História.

No Brasil há neste momento quem quer Lula preso e quem quer Lula candidato. Não há meio termo. Não há imparcialidade. Apenas torcida.

Por isso causa espanto quando alguém tenta ser razoável, apontando defeitos em Lula, embora reconhecendo que a guerra contra ele não é justa.

Se é um apoiador contumaz, vira traidor do campo da esquerda; se era um adversário, vira novo inimigo da direita. Exemplos?

Como se Lula fosse o diabo, ou santo.

Só se decepciona com Lula quem o idealizava. Só o venera, que se nega a ver a política como ela é.

O futuro do Brasil passa por Lula. É o que o povo diz à direita, à esquerda e ao centro. O que o povo vai fazer é que são elas.

O que fazer com Lula é o que fazer com nosso futuro.

Leia mais:

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA