logomarcadiariodegoias2017

iris rezende frente de servico foto samuel straioto

 

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB) informou nesta sexta-feira (2) que já escolheu o líder dele na Câmara Municipal. Ao Diário de Goiás, o gestor disse que fará o anúncio nos próximos dias. Iris destacou que pretende ainda formatar uma base mais sólida neste ano para ajudar na aprovação de pautas importantes.

Iris declarou que foi prudente neste período em que não foi definido um líder. Ele ressaltou que num primeiro instante precisou ficar atento quanto a situação administrativa e financeira da prefeitura e que agora tem condições de discutir projetos estruturantes de interesse da cidade.

“Eu estarei aí dentro de dois, três, quatro dias, anunciando nome. Eu fui prudente. Desconhecendo a maior parte da composição da Câmara porque foi uma legislatura extraordinariamente renovada. Então em princípio eu assumi a prefeitura em momento de dificuldades sobretudo na área financeira. Eu não iria partir para os grandes projetos para as grandes obras, o meu trabalho neste primeiro ano foi de consertar as finanças da Prefeitura, cortar gastos, aumentar a arrecadação. Este ano sim, vamos partir para projetos interessantes e a Câmara deverá estar participando com toda a veemência desse trabalho, dessa etapa da administração”, afirmou.

Ao Diário de Goiás, o prefeito Iris Rezende declarou que respeita a figura do vereador e que tem recebeu ao longo do último ano parlamentares que o procuraram e por isso não sentiu falta de um líder no legislativo. O gestor argumentou que não teve atrito com a Câmara.

“Eu precisava conhecer a composição da Câmara. 35 vereadores e 21 partidos que elegeram vereadores. Eu não conhecia uma transformação. Até agora eu não senti falta de um líder do prefeito porque eu não me furto em atender um vereador todas as vezes que ele tem interesse em estar comigo. Quando o prefeito se fecha num gabinete e não atende vereador, precisa de um líder para discutir e dirigir tudo. Não, eu tenho feito isso durante um ano e não senti falta. Meu relacionamento com a Câmara foi bom. Não tivemos nenhum atrito. Você não me viu exaltado com qualquer atitude da Câmara. Eu sei respeitar a figura do vereador. Sabendo isso eu procuro valorizar o vereador como ele merece”, declarou.

Base

O prefeito completou que pretende formatar uma base, mas que não adotará uma política de troca de favores em busca de apoio. Tudo vai depender do meu comportamento, das minhas ações como prefeito. Nós não temos direito de impor apoio a quem quer que seja. Eu não nunca fui nem prefeito, nem governador um executivo que fica trocando “faça isso que te dou aquilo”, não. Meu objetivo, meu interesse, meu compromisso é com o povo. O vereador dotado de ideal, de espírito público não tem dificuldade, nem eu com ele”, afirmou.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH