charlie2

A pauta do esporte

Blog do Charlie Pereira

 

Foto: Comunicação Vila Nova Futebol Clube
mas se

Essa bendita partícula apassivadora está presente nas discussões de futebol.

Nas mesas de bares, nos programas de debates e também nas explicações de jogadores, técnicos e dirigentes.

O torcedor também abusa do direito de utilizar o “se” no seu vocabulário.

A campanha do Vila Nova Futebol Clube na reta final do Campeonato Brasileiro da Série B, é de lamentação em vários momentos.

Se o Vila Nova tivesse vencido o Paysandu lá em Itumbiara. Batido no Náutico que era o lanterna da competição no Serra Dourada. Se tivesse conquistado a vitória frente ao Goiás que atravessou seu pior momento na história.

Mas se o Tigrão não tropeçasse em Goiânia diante do Brasil de Pelotas, Figueirense e Santa Cruz.

Para times da 10ª posição para baixo, a equipe colorada perdeu 12 pontos.

Pontos que fizeram muita falta quando você olha a tabela final de classificação – faltaram 7 pontos para conquista do acesso.

Parece muito, mas para o aproveitamento do Vila Nova até por volta da 30ª Rodada, era algo bem próximo.

Resta lamentar e acreditar que na próxima temporada o destino poderá ser outro.

Aí me permita utilizar novamente o “se”... Se o Vila Nova conseguir manter a base, arrumar o ataque que foi um problema em 2017 e trazer pelo menos mais duas peças no nível do futebol apresentado por Alan Mineiro... O acesso vai ser uma tornar uma realidade.

Para isso será preciso boa gestão financeira e no marketing. Dois setores que mostraram boa evolução nesta temporada que chegou ao final para o Vila, sem conquistas - porém com muito aprendizado.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA