charlie2

A pauta do esporte

Blog do Charlie Pereira

 

Sérgio Rassi - Presidente do Goiás Esporte Clube
rassi esmeraldino

Desde que Sérgio Rassi assumiu a presidência do Goiás, o clube conseguiu sair do buraco financeiro que se encontrava e hoje se dá ao luxo de ter o cofre cheio de dinheiro. Outras áreas importantes dentro da agremiação também conseguem sucesso em seus projetos. 

Já o setor mais importante e que alimenta os sonhos e a paixão do torcedor é motivo de vergonha para os esmeraldinos.

O futebol do Verdão vai de mal a pior.

Porém tudo indica que Sérgio Rassi, em viagem de trabalho para Europa, vai bater a mão na mesa e tomar uma decisão de verdade.

Em uma troca de mensagens com o repórter André Rodrigues (Rádio 730), o presidente foi questionado a respeito da goleada sofrida para o Juventude em Caxias do Sul e se alguma providência ou decisão será tomada em seu retorno para Goiânia.

Rassi foi seco e direto: "Volto quinta-feira e tenha certeza que sim, ou então saio eu".

Até sua volta muitas especulações a respeito do que vai acontecer serão levantadas. 

Dispensa e contratações de jogadores? Demissão do técnico Sílvio Criciúma? Troca no comando do futebol?

Técnico

Criciúma após um bom início, já não consegue mais extrair um bom rendimento do elenco. 

E um fato chamou a atenção em relação a preparação para a partida diante do Juventude. No único treino que comandou visando o confronto no Rio Grande do Sul, o comandante esmeraldino não testou a formação que sofreu quatro alterações em relação ao clássico contra o Vila Nova.

É um absurdo promover tantas mudanças e não treinar o time.

Isso já tinha acontecido contra o Fluminense no jogo de volta pela Copa do Brasil... Resultado: Fluminense 3x0... Coincidência?

Elenco

Foi montado um time de Série B, quando o Goiás tem dinheiro de sobra para montar um time de Série A para conquista da sua obrigação que é o acesso.

Pelo rendimento na temporada, parece que nem na "segundona" esse elenco será competente o suficiente..

Nem com a "imoral" premiação de 4 milhões que foi prometida pelo título no Brasileirão, o rendimento é aceitável

Diretor

Marcelo Segurado, Harlei Menezes, Felipe Ximenes e agora Osmar Lucindo. 

O Goiás segue precisando de um competente gestor de futebol.

Nesta área não tem espaço para testes.

Esses gestores não conseguiram fazer a obrigação do clube que é estar inserido entre os maiores do Brasil.

Torcedor

A paciência dos esmeraldinos vem sendo testada a cada temporada. 

É vexame atrás de vexame... Se começar a escrever aqui um pouco dos insucessos, o texto vai ficar muito longo e cansativo.

Vai trazer ainda mais raiva para quem ainda sonha com dias melhores em 2017. 

 

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA