Jornalista foi afastado da apresentação de jornal (Foto: Reprodução )
waack e paulo sotero

O vídeo em que o jornalista William Waack afirma que um barulho de buzina é "coisa de preto" circulou num grupo de WhatsApp de editores de TV antes de chegar à internet.

Segundo a Folha de S.Paulo apurou, o vídeo foi levado ao grupo por um dos integrantes, abrindo um debate interno sobre se as cenas deveriam ser disponibilizadas publicamente, em rede social. A conclusão foi que sim, e o vídeo surgiu on-line na manhã de quarta (8).

No final do dia, a Globo soltou nota dizendo que estava "afastando o apresentador de suas funções em decorrência do vídeo que passou a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida".

O primeiro registro on-line identificado pela Folha de S.Paulo foi um tuíte do jornalista e roteirista de TV Jorge Tadeu. Procurado pela reportagem, ele não quis comentar o assunto.

(FOLHA PRESS)

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA