atrizes reese e lawrence

Reese Witherspoon, a protagonista de Legalmente Loira (2001), já foi assediada por um diretor quando tinha 16 anos. Jennifer Lawrence, indicada aos Oscar de Melhor Atriz por "Joy: O Nome do Sucesso" e famosa no mundo todo por sua Katniss em "Jogos Vorazes", foi humilhada em um teste por ser considerada 7 quilos mais gorda que o ideal para um papel do início de sua carreira.

Apesar de terem acontecido há muito tempo (Witherspoon já tem 41 anos e Lawrence, mais de 20 filmes no currículo), essas histórias vieram à tona apenas nesta segunda (16), quando as duas atrizes resolveram falar sobre elas num evento da revista Elle em Los Angeles.

Os depoimentos se somam aos de várias outras mulheres que, recentemente, decidiram denunciar os abusos que sofreram. No começo de outubro, por exemplo, o The New York Times publicou uma matéria com diversas acusações contra Harvey Weinstein, um famoso e influente produtor de Hollywood. As denúncias iniciaram uma verdadeira derrocada da carreira de Weinstein.

"Eu sinto muito nojo do diretor que abusou de mim quando eu tinha 16 anos. Tenho raiva dos agentes e produtores que me fizeram pensar que o silencia era uma condição para que eu me mantivesse empregada", disse a atriz, trazendo a história a público pela primeira vez. "Ouvir os relatos dos últimos dias me motivou a falar e falar alto sobre o que eu vivi, porque nesta semana eu me sinto menos sozinha do que na minha carreira inteira."

No mesmo evento, Jennifer Lawrence também se sentiu à vontade para compartilhar os assédios que sofreu.

"Quando eu era muito mais nova e estava começando, os produtores de um filme me mandaram perder 7 quilos em duas semanas", contou Lawrence, avisando que a história ficaria pior.

"Nesse tempo, uma produtora me colocou quase nua, vestindo apenas uma fita nas partes íntimas, ao lado de cinco mulheres muito, muito mais magras que eu", disse a atriz. "Depois desse 'paredão' humilhante, a produtora disse que eu deveria usar as fotos daquele 'paredão' como inspiração para a minha dieta."

Revoltada com a situação, Jennifer resolveu desabafar com um outro produtor, que considerou o pedido para que ela perdesse peso descabido. Mas não pelos motivos certos. "Ele me disse que não entendia porque alguém pensava que eu era gorda, já que ele me considerava 'perfeita pra fer'. Eu aguentava isso porque achava que era o que eu tinha que fazer pela minha carreira".

Hoje, anos depois, Jennifer entende que nada além do seu talento deve ser considerado no momento da sua escalação para qualquer papel que seja. "Ainda estou aprendendo a não sorrir quando um homem faz eu me sentir desconfortável. Todo ser humano tem o poder de tratar o outro com respeito, porque ele também é humano". (Folhapress)

Leia mais:

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA