A Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Goiás promove, neste sábado (30), a 80ª Jornada Goiana de Dermatologia, das 8h às 17h30, no auditório do Sicoob (Setor Marista). Aproximadamente 100 médicos dermatologistas participarão do encontro. “O objetivo é atualizar conhecimentos, dividir experiências, compartilhar assuntos e discutir casos”, diz o presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Goiás (SBD-GO), Adriano Jaime Consorte Loyola. 

 Pela manhã, durante a programação teórica, os dermatologistas Frederico Sanches (Rio de Janeiro) e Nicole Perim (Belo Horizonte) e o cirurgião plástico David Sena (Porto Alegre) vão expor seus conhecimentos. “Neste período, serão discutidos temas relacionados à dermatite atópica, que é uma doença de pele; tratamentos de flacidez de face e de pescoço; tratamento cirúrgico do câncer de pele – uma das técnicas é a cirurgia micrográfica de Mohs, técnica cirúrgica mais avançada que promete um resultado mais prolongado e duradouro de eliminação dos cânceres de pele”, explica o presidente da SBD-GO. 

 À tarde, o cirurgião plástico David Sena retorna ao encontro para ministrar o curso prático sobre o envelhecimento facial. “Ele abordará as etapas desse envelhecimento; como abordar e tratar cada etapa; como ele acontece por faixas etárias – a partir dos 30 anos, aos 40, aos 50 anos, ou seja, por década de vida; como ocorre o envelhecimento facial, e quais as opções de tratamento para abordar e tratar esse envelhecimento, tentar retardar esse envelhecimento”, esclarece Loyola.

 Ainda segundo o presidente da SBD-GO, o assunto destaque desta Jornada será a abordagem do envelhecimento facial: “Será demonstrado como ocorrem as etapas do envelhecimento do rosto, não só na pele, mas em nível de compartimentos muscular, ósseo e de gordura – uma análise mais aprofundada das etapas do envelhecimento facial”. 

 Benefícios 

 De acordo com Adriano Loyola, com a Jornada a população pode ser avaliada de forma mais efetiva pelos médicos dermatologistas em relação ao envelhecimento da face. “Além disso, há condições de frear – de forma mais satisfatória, com técnicas de tratamento – essa evolução gradativa do envelhecimento facial: perda de sustentação do rosto, perda de colágeno e aparecimentos de rugas na região do rosto”, pontua.

 Além das técnicas utilizadas, o presidente da SBD-GO alerta sobre a importância do uso constante do filtro solar. “Um bom filtro solar deve ser utilizado na prevenção do envelhecimento cutâneo, mesmo em época de tempo nublado e chuvoso, pois a radiação UVA é presente o dia todo – ela atravessa nuvens e acontece nos dias em que não há sol. Também deve ser usado em ambientes de trabalho por conta da luz fluorescente, de LED, pois elas podem provocar pigmentações e manchas da pele e, consequentemente, ter sinais de envelhecimento”, finaliza Loyola. 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA