O "Washington Post" ultrapassou "a marca de 1 milhão de assinantes exclusivamente digitais mais cedo neste ano". A informação é do publisher do jornal, Fred Ryan, em comunicado interno.

É a primeira vez que o "WP", comprado em 2013 por Jeff Bezos, dono da Amazon, divulga os dados. O jornal passou a cobrar pelo acesso, através de paywall (limite de matérias disponíveis parar quem não é assinante ler de graça), meses antes da aquisição por Bezos.

"Nosso crescimento tem sido excepcionalmente forte, com assinaturas exclusivamente digitais mais que duplicando desde 1º de janeiro", acrescenta Ryan no texto, divulgado pela "CNN".

Os dados mais recentes apresentados por outros grandes jornais americanos são de junho, fim do primeiro semestre. Com o resultado, o "WP" ocupa a terceira posição no ranking de assinantes exclusivamente digitais, atrás de "The New York Times", com 2,3 milhões, e "Wall Street Jornal", com 1,27 milhão.

A quarta posição é do "Los Angeles Times", com 105 mil assinantes exclusivamente digitais.

Considerando a circulação das respectivas edições impressas, segundo dados de maio da AAM (Alliance for Audited Media), o "WP" ocupa a quarta posição, com 313 mil exemplares.

Neste ranking, o "WSJ" lidera, com 1,18 milhão de exemplares, seguido por "NYT" (598 mil) e "LAT" (484 mil). (Folhapress)

Leia mais:

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA