sereno buritiFoi transferida a data do sorteio dos 332 apartamentos do Residencial Buriti Sereno, em Aparecida de Goiânia, do dia 11 de julho para a próxima segunda-feira, dia 17. O motivo da transferência pela Agência Goiana de Habitação (Agehab) foi o alto número de casos declarados de microcefalia: 113 inscrições.

A Agehab precisa deste prazo de uma semana para verificar a documentação apresentada pelos inscritos que alegaram possuir membros no grupo familiar com a malformação. Entre os documentos requeridos pela Agehab, a família terá que apresentar o laudo médico com a CID – Classificação Internacional de Doenças. Essas famílias têm até sexta-feira, dia 14, para apresentar a documentação comprobatória para microcefalia.

Famílias com casos comprovados de microcefalia que atendem todas as regras do programa habitacional não passam pelo sorteio porque uma portaria do Ministério das Cidades já garante o direito à moradia. Os inscritos que alegaram casos de microcefalia na família representam mais de um terço do total de unidades habitacionais disponíveis no Residencial Buriti Sereno. Até sexta-feira, dia 14, a Agehab deve concluir a análise da documentação desses casos e divulgar nova lista de habilitados.

Processo transparente
Para o sorteio das moradias do Residencial Buriti Sereno, 18.365 pessoas se inscreveram, das quais 14.445 foram habilitadas. As inscrições para os apartamentos foram realizadas no período de 30 de maio a 28 de junho. O residencial está localizado no bairro Itapuã, em Aparecida de Goiânia, com 832 apartamentos, dos quais 332 com inscrições de responsabilidade da Agehab. Os outros 500 apartamentos tiveram inscrições e sorteio realizados pela Prefeitura de Aparecida de Goiânia, cumprindo um acordo de demanda entre o município e o Estado.

A Agehab realizará o sorteio no dia 17 próximo, com acompanhamento do Ministério Público Federal, para garantir total segurança e transparência do processo. A construção desses apartamentos do Programa Minha Casa Minha Vida, que ficou paralisada durante anos, recebeu investimentos do Programa Cheque Mais Moradia, do Governo de Goiás, no valor de R$ 16,2 milhões. Graças às parcerias do Estado, governo federal e prefeitura, a prestação para o beneficiário varia de R$ 80 a R$ 270. Além das parcelas do financiamento, o beneficiário terá que arcar com as despesas de condomínio.

BUSCA