Prefeito de Aparecida e presidente da CDTC, Gustavo Mendanha (PMDB). (Foto: Rodrigo Estrela)
prefeito gustavo mendanha

“O reajuste só acontecerá se as empresas [do transporte coletivo] de fato apresentarem as melhorias e investimentos necessários para garantir ao povo melhora no transporte público”, afirmou o prefeito de Aparecida de Goiânia e presidente da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), Gustavo Mendanha (PMDB), em vídeo publicado nesta terça-feira (9) em seu perfil no Facebook.

Na semana passada Gustavo Mendanha concedeu uma entrevista ao Diário de Goiás, ocasião em que falou que pediu ao presidente da Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC), Fernando Meirelles, que sejam discutidas algumas pautas.

“Alguns pontos são o aumento da frota, aquisição de novos ônibus, alguns estão em estado muito precário, construção de pontos de ônibus ao longo da região metropolitana, limpeza dos pontos já existentes, segurança. Além disso, estará na pauta o ar-condicionado dentro dos ônibus, a inclusão dos portadores de necessidades especiais e o ponto, que para mim é crucial, [...] a criação de uma companhia ou subcompanhia específica de Aparecida”, afirmou o prefeito.

No vídeo publicado hoje, o peemedebista ressaltou que está ao lado da população e que a passagem só será reajusta a R$ 4 caso haja melhorias. “Estarei junto com aqueles que quiserem defender o povo, os usuários do transporte coletivo”, disse.

Ao Diário de Goiás, a assessoria de imprensa de Gustavo Mendanha informou que ainda não foi marcada uma reunião com a CDTC para discussão sobre o aumento da tarifa do transporte coletivo em Goiânia e Região Metropolitana.

Bicicletas compartilhadas

O vídeo foi originalmente publicado para falar sobre uma reunião entre a administração de Aparecida e a Unimed Goiânia para implantação de núcleos de bicicletas compartilhadas no município. No caso de Aparecida, o primeiro polo seria instalado no Centro.

“É importante investir em mobilidade no transporte coletivo, mas os modais são muito importantes. Um projeto que já está nas principais capitais brasileiras, em várias cidades modernas do mundo. A primeira etapa que queremos implementar é na região central de Aparecida. Serão 15 pontos onde as pessoas terão oportunidade de pegar as bicicletas e transitar. Estamos primeiro conversando com a Unimed, estarei conversando com bancos, empresas que queiram participar”, informou.

Veja vídeo da entrevista:

Leia mais:

 

 

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA