Divulgação/PM
assalto escola aparecida

Lucas Henrique Silva, de 22 anos, e A. S. O., 17, são os suspeitos de roubos em Aparecida de Goiânia na Escola Estadual Nova Cidade, Posto de Saúde do Setor Campos Elísios, além de um veículo Voyage prata no setor Buriti Sereno. Eles foram apresentados na manhã desta segunda-feira (10), no auditório da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP).

De acordo com o Major Roni, a quadrilha que praticou o crime era formada por quatro indivíduos, dois teriam entrado na escola e dois ficaram do lado de fora da escola. “Eles aproveitaram que o muro do colégio tem 80 cm de altura, viram nisso uma oportunidade e roubaram 10 celulares e um notebook de alunos em sala”, disse ele. 

Segundo o tenente-coronel Renato Brum, dois membros da associação criminosa seguem foragidos, no entanto, já foram identificados. “Serão presos em breve”, afirmou ele.

Já os jovens Wellington Ferreira do Sampaio, de 18 anos, Matheus Pacheco Rodrigues, 21, e um menor de idade foram presos após ação da Polícia Civil, Deic e da Delegacia de Guapó. Eles são suspeito de um arrastão em uma escola da rede pública em Abadia de Goiás.

“Foram localizados objetos roubado, a máscara utilizada no crime, armas e um veículo roubado”, disse Arthur Fleury, titular da DDP de Guapó. “Todos também confessaram o crime”, pontua o delegado.

"Esta ação foi rápida e qualificada", afirmou o titular da SSPAP, Ricardo Balestreri, durante coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (10/04). Segundo ele, a ação rápida e integrada “demonstrou a competência das forças policiais". Ele apontou que a Polícia Civil hoje é "exemplo para as demais forças no Brasil".

Leia mais sobre:

BUSCA